sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Ócio desesperado

Desta forma melhor não despertar
Ainda é quarta-feira
A deriva a manhã inteira
No final da tarde quero acordar...

A rotina do ócio me mata
Um clichê, Ô vida ingrata
Será minha esta culpa?
Não sei, creio não haver desculpa...

Vagabundo compulsório
Atrás de conforto e sossego...
ou um mero salário irrisório...

Não quero te fazer chorar
Apenas estou perdido, sem rumo
Como é difícil tentar trabalhar...

By: Daniel Black

Nenhum comentário: