terça-feira, 20 de maio de 2008

Soneto de Aula


O aluno relapso está no purgatório
Retido pagando seus pecados
Ele e seus companheiros enfadados
Precisam rezar no oratório

A rainha do limbo os espeta
Com seu tridente em forma de giz
Com ira de quem os detesta
E perguntam o que foi que eu fiz?

Desesperados todos querem sair
Com corpos cansados e mutilados
Das palavras inúteis, evadir

O inferno e a terra se confundem
No calor da sala quente
Palavras de um amontoado de gente


São Paulo, sala de aula no dia 11 de abril de 2008.


Nenhum comentário: